terça-feira, março 31, 2009

Smokin' (Humble Pie)

Smokin' (Humble Pie)
Por Fábio Cavalcanti

Pouco se sabe sobre o chamado "boogie rock", um subgênero que surgiu de uma mistura de rock 'n' roll com blues rock e R&B. Entre as poucas bandas dessa "turma", o destaque fica por conta do Humble Pie, um dos pioneiros no estilo. E entre os álbuns mais interessantes e representativos do tal movimento, temos o "Smokin'" (1972), que também é um dos trabalhos mais bem sucedidos da banda em questão.

O Humble Pie, inicialmente capitaneado pelos vocalistas/guitarristas Steve Marriott (ex-integrante do Small Faces) e Peter Frampton, já havia lançado 4 álbuns de estúdio, que apesar de muito bons, não possuíam uma identidade musical realmente definida. Com a saída de Frampton (rumo a uma bem sucedida carreira solo), Steve Marriott arregaçou as mangas e produziu este que viria a ser o cartão de visitas musical da sua banda.

A primeira faixa, "Hot 'n' Nasty", com suas guitarras vibrantes e letra "sacana", mostra uma banda disposta a finalmente cobrir a certa carência de rock 'n' roll dos seus trabalhos anteriores. E sem esquecer suas influências de blues rock, Marriott e sua trupe entregam "The Fixer", um rockão extremamente cadenciado, mas que não deixa o ritmo do álbum cair.

No extremo mais leve de "Smokin'", temos as razoáveis baladas acústicas "You're So Good for Me" e "Old Time Feelin'", bastante puxadas para o folk e o country. Mas, a verdade é que os rocks chamam muito mais atenção neste trabalho. As energéticas "C'mon Everybody" e "30 Days in the Hole" (grande hit do álbum) são verdadeiros hinos, que levam o ouvinte a imaginar a banda arrebentando ao vivo, em meio a gritos de uma multidão sedenta por rock 'n' roll puro.

Voltando às influências de blues, "Road Runner" mostra aquela mistura perfeita de rock com blues, uma sonoridade que marcou os melhores trabalhos da "british invasion" do final dos anos 60 (movimento que trouxe algumas das melhores bandas de blues rock do mundo). Na faixa "I Wonder", Marriott optou por um som mais lento, arrastado e voltado ao blues de raiz, algo que não podia ficar de fora em um álbum como esse. E fechando muito bem a track list, o rock "Sweet Peace and Time" sintetiza bem o espírito desta magnífica obra de "boogie rock".

O fato é que "Smokin'" ficou marcado como um item de discografia básica, um álbum que até hoje influencia qualquer banda de rock que ouse utilizar o blues da melhor forma possível em um contexto rock 'n' roll (alguém lembrou de Black Crowes e Quireboys?). É uma pena que Steve Marriott tenha morrido antes de lapidar ainda mais a discografia desta excelente banda. Mas, seus "filhos" estão por aí...

Nota: 9

Músicas:
1. Hot 'N' Nasty
2. The Fixer
3. You're So Good For Me
4. C'mon Everybody
5. Old Time Feelin'
6. 30 Days In The Hole
7. Road Runners G Jam
8. I Wonder
9. Sweet Peace And Time

Nenhum comentário: