terça-feira, fevereiro 14, 2012

Falta de noção no Grammy

Assim como o Oscar no universo cinematográfico, o Grammy continua atraindo a atenção de apreciadores de todos os estilos musicais ao redor do mundo. Os roqueiros também possuem sua parcela de entusiasmo com a premiação, ao ver que alguns dos seus artistas favoritos foram nomeados em determinada(s) categoria(s). Porém, não tarda para que tal empolgação se transforme na mais pura decepção.

Sim, é verdade que o Grammy consegue fazer justiça em certas nomeações. Não, isso não significa que os responsáveis pelas escolhas fazem um bom trabalho na seleção do "grande vencedor" de cada categoria. No caso do nosso querido rock, as pisadas na bola são ainda mais grotescas, quando percebemos que grandes nomes/álbuns/canções são totalmente ignorados em nome do grande "hype do momento".

Citarei em especial a edição de 2012 da premiação, na qual o Foo Fighters foi o grande vencedor da festa, graças às suas recentes atividades em torno do seu novo álbum "Wasting Light". Está certo que o trabalho em questão é composto de algumas das melhores canções do grupo, mas isso não significa que a banda esteja em um patamar de superioridade que os leve a desbancar os trabalhos igualmente incríveis de outras bandas.

Caso você, caro leitor, não tenha conferido a lista de nomeações, vejam aqui alguns exemplos interessantíssimos de boas inclusões na edição de 2012 do Grammy, as quais mereciam ser realmente levadas em conta na hora da escolha final:

Coldplay - "Every Teardrop Is a Waterfall"
The Decemberists - "Down By the Water"
Dream Theater - "On The Backs of Angels"
Mastodon - "Curl of the Burl"
Megadeth - "Public Enemy No. 1"
Red Hot Chili Peppers - I'm With You (álbum)

Pois é, o Foo Fighters desbancou toda essa turma, ao ponto de deixar o próprio Dave Grohl surpreso com uma das escolhas - a da sua canção "White Limo" como melhor música de metal (!!!). E esse é apenas um dos milhares de exemplos de equívocos cometidos pela junta do evento, em um processo errante que atingiu o ápice em sua atual edição.

Não vou tecer comentários sobre a festa em si, visto que todas as edições do Grammy trazem deslizes lamentáveis de todos os tipos, mas o fato é que a seleção dos vencedores deveria ser realmente o ponto forte da premiação. É uma pena notar como o "Oscar da música" vem se tornando cada vez mais irrelevante para o rock 'n' roll, ou mesmo para a música como um todo.

Enquanto isso, que tal fazermos nossas próprias listinhas de vencedores?

Nenhum comentário: