sexta-feira, outubro 14, 2011

Rebatendo: puxa-sacos de Axl Rose

Bem-vindo(a) à coluna "Rebatendo", um espaço dedicado à fina arte da discordância musical. O objetivo é simples: "rebater" aquelas opiniões munidas de argumentos que, no fundo, não convencem quase ninguém... Se você é um fã "babão" do artista abordado - e, consequentemente, desprovido de opinião própria -, passe longe do texto a seguir...

Após o "grandioso" término do Rock In Rio, no dia 02/10/2011, começou todo o esperado falatório sobre o 'concerto' do Guns N' Roses. Até aí tudo bem, visto que a banda de Axl Rose ainda consegue chamar atenção de... bem, de todo mundo! Mas, a situação atual do grupo é uma prova de que sucesso realmente não quer dizer nada, especialmente nos dias de hoje.

Logo de cara, apareceram em diversos veículos as esperadas críticas negativas - muito bem redigidas e munidas de ótimos argumentos - sobre o show em questão. Pouco tempo depois, a "turma do bom senso" teve o desprazer de ler as igualmente esperadas respostas nervosas das 'fanzocas' de Axl Rose. E eu devo dizer que não existe nada de mais vergonhoso do que se assumir como um legítimo fã de Guns N' Roses neste momento...

É de doer na alma o ato de ler asneiras do tipo "Você critica porque tem inveja!", "Criticar é fácil, quero é ver você fazer melhor!", "Você não pode falar nada porque viu pela tv, você não estava lá!" ou mesmo o altamente discutível 'argumento' "Eles não precisam mais provar nada a ninguém!".

Cito em especial as velhas defesas ao habitual atraso de Axl Rose para subir ao palco, como ele tivesse todo o direito de nos tratar como lixo, apenas porque "ele sempre foi assim mesmo" e "nós vamos ao show como fãs, já preparados para esta eventualidade". Se isso não é equivalente a assinar - orgulhosamente - um atestado de burrice, eu não sei o que é...

Sério mesmo que as 'fanzocas' alienadas se contentam apenas em repetir as mesmas besteiras por aí, sem conseguir encontrar qualquer aspecto que possam elogiar de forma genuína no "show" em questão? Quero dizer, como podemos elogiar um show iniciado com um século de atraso, com um Axl de voz totalmente detonada, e um 'circo' de músicos deslocados que mal conseguem manter o astral do público nos inúmeros momentos de descanso do "vocalista"?

Não, eu não estava lá, e eu sei muito bem que o público já estava completamente destruído naquela altura do campeonato. Mas, Axl Rose, como o profissional que deveria ser, com certeza teria levado tais fatores em conta antes de fazer seus fãs passarem por mais uma eternidade de aperto após o apoteótico show do System of a Down. Chega a parecer que o cara estava nos fazendo um grande favor, a partir do momento em que resolveu pisar no palco.

Por fim, como já era de se esperar, a banda divulgou uma nota explicando os motivos pelos atrasos. Eles apenas esqueceram de um pequeno detalhe: nós não nascemos ontem! Afinal, insulto à inteligência e bom senso de fãs pensantes do Guns N' Roses também tem limite!

Nenhum comentário: