sábado, abril 30, 2011

Rocktulando: Madchester

Todo mundo adora odiar rótulos. Milhares de pessoas bradam aos quatro ventos que rótulos servem apenas para limitar a arte, mas ao mesmo tempo, dizem com orgulho que amam rótulos como rock e/ou metal. Partindo da premissa de que rótulos são importantes para a subdivisão deste estilo variado e fascinante que é o rock 'n' roll, abordarei aqui alguns subgêneros ou movimentos musicais que, bem sucedidos ou não, conseguiram deixar sua marca no estilo. E o rótulo do dia é: Madchester!

Alguns subgêneros do rock tiveram um curtíssimo tempo de vida. Entre eles, podemos citar o movimento britânico Madchester, que se desenvolveu na cidade de Manchester e abalou as estruturas do pop/rock e do rock alternativo entre o final dos anos 80 e início dos anos 90, abrindo caminho para um gênero bem mais conhecido: o marcante Brit Pop.

Se você já ouviu falar no lento e melancólico estilo Shoegazing, podemos dizer que Madchester é o seu "irmão" feliz e dançante. As bandas do gênero não se preocupavam exatamente como uma sonoridade roqueira, visto que apostavam em sons ideais para festinhas - especialmente aquelas regadas a muitas drogas em clubes noturnos. Naturalmente, as bandas de Madchester ainda traziam uma forte influência psicodélica em suas músicas.

Entre seus representantes, destaco o Happy Mondays (foto) e o Inspiral Carpets, além de duas bandas pouco conhecidas, porém divertidíssimas: Northside e The Mock Turtles. Ao escutar o som do Happy Mondays e Northside com atenção, pode-se notar também o parentesco do estilo com a House Music e... Dance Music!

Já a principal referência, a nível de sucesso, atende pelo nome The Stone Roses (foto), banda cultuada até hoje em qualquer "rodinha indie" que se preze. Curiosamente, a trupe do vocalista Ian Brown teve uma carreira tão meteórica quanto o movimento Madchester em si, apesar de ter influenciado muita gente nos últimos 20 anos.

Vale destacar ainda as bandas James, The Charlatans (foto) e Blur, que lançaram obras notáveis de Madchester, antes dos seus momentos de glória como representantes do Brit Pop. Em álbuns como "Some Friendly" (The Charlatans) e "Leisure" (Blur), temos uma boa idéia da sonoridade do Madchester em seus últimos dias de vida...

Infelizmente, o Madchester teve uma vida curta, provavelmente devido a certa repetitividade estrutural de suas músicas, além da considerável indiferença dos roqueiros alternativos quanto a sons "alegrinhos" em geral. Mas, se você curte um bom rock britânico, vale a pena conferir este movimento tão influente e singular. Escute com atenção, e não se esqueça de dançar!

Um comentário:

Anônimo disse...

Fábio, porque você não publica a análise de "Suck It And See"?